View Full Version: Moldes de silicone e peças de resina

Wargame Brasil > Espaço Aberto > Moldes de silicone e peças de resina


Title: Moldes de silicone e peças de resina
Description: Mini tutorial


Uvatha - October 14, 2011 12:59 AM (GMT)
Técnica utilizada para copiar peças, com moldes de silicone e resina.

Lista de material sugerido:
Pano velho;
Espátulas para misturar o silicone e a resina;
Copos descartáveis (pelo menos um mais grosso);
Luva cirúrgica;
Óculos de proteção;
Recipiente com água fria;
Balança confiável (precisão de 1g);
Jarro graduado,
Papel cartão;
Tesoura;
Fita adesiva;
Cola branca.

A primeira coisa é escolher as peças que se quer moldar. A peça que vou usar no exemplo é esse Half-Track alemão que já estava montado.
user posted image
Além deste, faço simultaneamente moldes para um Panzer IV e para um Sherman M4A1, que não vou incluir no passo a passo, mas usando a mesma técnica.

Para facilitar a moldagem, desmontei a peça que já estava montada e fiz uma adaptação no eixo para poder montar novamente depois.
user posted image
Para fazer a caixa onde será feito o molde de silicone, selecionei um pedaço de papel cartão, cortei de acordo e montei as caixinhas conforme figuras abaixo.
user posted imageuser posted image
Escolhi fazer dois moldes para facilitar o manuseio. Com o cartão cortado e dobrado para formar uma caixa, colei as peças com cola branca sobre a face ainda desmontada da caixa para depois montá-la. Usei fita adesiva para facilitar a desmontagem.
user posted imageuser posted image

Para fazer o molde vou usar silicone, geralmente utilizado para fazer imãs de geladeira, chaveiros, etc... Tudo na forma de artesanato; não deve ser difícil encontrar na sua cidade. Em escala industrial o procedimento é outro, envolvendo injetoras e outros equipamentos, moldes de aço, ferramentaria... não é o nosso caso. Obviamente o resultado e o custo são diferentes.
user posted image
(*1) Observe que antes mesmo de adicionar o catalisador, você deverá misturar bem o silicone ainda na própria embalagem, porque provavelmente a massa terá depositado mais sedimentos no fundo, e não estará homogênea. (*1) No caso do produto acima, a proporção de mistura do silicone com o catalisador é de 100:3 em massa, isso é, para cada 100g de silicone, adicionar 3g de atalisador, que é líquido em vem num recipiente bem menor, com tampinha de conta-gotas (frasquinho escondido no canto superior esquerdo da figura acima).

Para saber quanto silicone ia usar, calculei o volume das caixinhas e enchi uma jarro graduado com água até o volume calculado. Despejei essa quantidade de água num recipiente vazio (onde será misturado o silicone) e com um lápis marquei a altura que corresponde ao volume desejado. Depois de tirar a água desse recipiente, adicionei silicone até a marca de lápis e pesei; como já havia pesado o recipiente, foi só tirar esse valor do peso total para saber o peso do silicone. Com o peso do silicone, calculei o que seria necessário de catalisador e adicionei essa quantidade no recipiente para misturar.

Quando o líquido catalisador estiver bem misturado à massa de silicone (fica mais uniforme não é difícil perceber), despeje bem lentamente e tentando fazer o filete mais fino possível, sobre a caixa com a peça a ser copiada. Deve ser feito lentamente para evitar a formação de novas bolhas e fino o bastante para tentar retirar as bolhas já existentes, devido à mistura descrita anteriormente. Preste atenção à mistura e se perceber que está começando a reação, despeje mais rapidamente para não perder o silicone.

Deixe a massa curar pelo tempo necessário; no caso do silicone utilizado aqui, esse tempo é de 4h. Depois disso desmonte a caixa e desmolde a peça original com cuidado. O silicone é bastante maleável, é difícil de rasgar, mas é bom que se deixe um espaço razoável entre a peça e as laterais da caixa, bem como uma altura suficiente para que as paredes do molde não fiquem tão finas. Eu deixo pelo menos 5 milímetros, geralmente 8mm. Com uma tesoura, corto sempre as arestas do molde, principalmente em baixo, para que quando colocado sobre a mesa, não haja deformação.

user posted image user posted image

Olhando para os moldes você terá a impressão de que o acabamento da peça não será tão bom, com contornos irregulares e tortos. Isso pode acontecer, mas apenas para a parte exposta (fora do molde). Para essa peça, não dei muita importância para a parte inferior, pois se tratam de veículos que serão colados à uma bases, portanto esses detalhes não são importantes.
user posted image

Caso fossem necessários, optaria por um molde bipartido, que nada mais é do que fazer o mesmo processo em duas vezes. Ao invez de colar a peça à um cartão que formará a caixa do molde, colocaríamos massa de modelar (aquela que as crianças usan para brincar) até a metade da altura na caixa pronta, apertaríamos a peça a ser moldada nessa massa e despejaríamos o silicone sobre a peça. Depois de curado, retiraríamos apenas a massa, e despejaríamos novamente silicone, agora formando a outra metade. Não foi o caso aqui.

A primeira parte do processo está encerrada. A peça original pode ser retirada do molde após 4h, mas para poder usar o molde é necessário aguardar 24h. Passadas essas 24h, lave o molde de silicone com água e sabão, para retirar um pouco a oleosidade do composto.

Nas primeiras utilizações, costumo passar com o dedo mesmo, um pouco de vaselina no interior do molde, para facilitar a desmoldagem, mas só nas primeiras vezes. Em tese você irá cansar de fazer peças com ele antes dele se tornar inútil, mas com o tempo você perceberá o molde se deteriorar.

Outro cuidado no momento da criação do molde é a atenção a como a peça irá sair dali uma vez pronta; por vezes será necessário cortar o molde aqui ou ali, para facilitar a saída. Isso não é problema, e na maioria das vezes ajuda inclusive nos detalhes da moldagem como veremos mais adiante.

Para fazer a peça em si, podemos usar diversos materiais diferentes. Em outras ocasiões usei resina cristal, mas dessa vez utilizei resina de poliuretano, por não ter cheiro. A resina cristal tem um cheiro forte que certamente incomoda, mas é mais barata, cerca de 1/3 do preço da resina de poliuretano. Se você tem um quintal, ou alguma outra maneira de trabalhar na parte de fora da casa, use resina cristal, pois o cheiro se dissipará rapidamente ao ar livre; se você mora em apartamento, e principalmente, se você mora com alguém, opte por outras resinas sem odor.
user posted image

Esse fabricante está muito perto da minha casa. É a primeira vez que utilizei essa resina e ainda estou aprendendo a utilizá-la, por assim dizer. Esse produto é utilizado na proporção de 1:1 em massa; note que por terem a densidade diferente, o volume que ocupam é diferente. Acredito que erros de 1g~2g num volume maior não faça muita diferença, mas como estamos falando de peças que prontas pesarão 5g~6g qualquer diferença resulta em desastre, então é importante utilizar uma balança mais precisa. Por isso costumo misturar quantidade suficiente para encher o máximo de moldes possível antes da reação química se iniciar, por que, uma vez iniciada, o líquido emborracha rapidamente e não dá mais pra dar sequência à moldagem.

As primeiras peças eu fiz no olho, na tentativa e erro e perdi um pouco de resina dessa maneira, mas anotei peso de cada moldagem, tempo até a reação e cheguei a um ponto onde conseguia encher X cavidades nos moldes em Y tempo, sem perder muito material.

Note na figura abaixo os rasgos que fiz no molde após a primeira moldagem. A peça não havia tido sucesso nos detalhes das calotas do carro, pois o material tinha dificuldade de fazer o ar sair dali. Com esses rasgos, além de facilitar a desmoldagem da peça finalizada, é possível forçar a entrada da resina ainda líquida em lugares onde o ar ficava alojado antes.
user posted image

A ideia é encher a cavidade do molde com cerca de metade do volume necessário para formar a peça toda e, manuseando o molde como acima, fazer com que a resina se espalhe por todas as reentrâncias, retirando o ar que está preso. Quando apoiar o molde sobre a mesa, ele irá se conformar e voltar à posição correta.
user posted image

Alguns cuidados como utilização de luvas cirúrgicas para a resina não grudar nas mãos, um recipiente de metal com água fria, pois se trata de uma reação química exotérmica que pode furar o seu copinho descartável e um pano velho que irá para o lixo logo depois do trabalho e óculos são essenciais.
user posted image

Se mesmo com todas as precauções alguma bolha de ar ficar retida, podemos optar por encher a cavidade da peça pronta de massa se for algo grande, ou deixar o pequeno furo na lataria do veículo, afinal estamos falando de carros de combate. Eu uso uma massa plástica que se chama Kombifiller; comprado em lojas de autopeças (em São Paulo Voli Car); muito fácil de trabalhar, pega tinta fácil (afinal é utilizada para tapar furo de lataria de carro) e nas peças pequenas como é o nosso caso, é bem fácil de lixar e dar acabamento.

Outro problema é que algumas bolhas de ar podem ter se colado na peça original, enquanto o molde de silicone estava sendo criado. Na peça moldada, isso se encherá de resina e parecerá um caroço, uma bolota colada na peça, mas usualmente não é nada que não se possa corrigir, com auxílio de estilete, lixa, alicate de corte, etc...
user posted image

Observe que todos os detalhes da peça original são transferidos para o molde de silicone e por sua vez para a peça de resina. Note que sob a calota dianteira direita temos um furo considerável, que será preenchido de massa plástica antes da peça receber pintura.

Processo razoavelmente simples, faz sujeira leva tempo mas além de gerar algumas miniaturas extras como resultado, é muito divertido !

user posted image

Abrass,


//edit//
(*1) - homogeneizar a massa de silicone antes de usar.

Uvatha - October 14, 2011 01:00 AM (GMT)
Não sou nenhum especialista, faço essas coisas por hobby mesmo. Tentei resumir a técnica que utilizei para copiar alguns modelos de aviões, peças de jogos de tabuleiros fora de catálogo, algumas pequenas esculturas em madeira que havia feito anteriormente e recentemente alguns veículos do Flames of War (no exemplo acima), mas se aparecer alguma dúvida, pode perguntar: Se eu souber respondo, se não tento descobrir.

Abrasss e boas cópias.

Barone - October 14, 2011 01:15 AM (GMT)
Super bem explicado meu velho.
Boas dicas!

jima - October 14, 2011 01:43 AM (GMT)
simplismente d+, nossa que resultado maravilhoso.
nesta semana irei atraz do material.
vc teria o nome do silicone e do catalizador para facilitar a busca?
obrigada

Uvatha - October 14, 2011 09:43 AM (GMT)
Obrigado.

Jima, o silicone eu comprei em uma loja de artesanato na área da 25 de março lá no centro de Sampa, a loja chama "A Gaivota"; o catalisador vem junto. Mas eu não tenho ainda tanta experiência com diferentes marcas. Sei que o fabricante da resina (acima) também tem silicone.

Lord Andrew - October 14, 2011 11:52 AM (GMT)
tentou com gesso?
pode ser q fique mais pesado, mas pelo menos é mais fácil de manipular !!!
.
e tu passou algo na mini? tipo, pra o silicone ñ grudar.... ou foi direto e saiu fácil ?

Uvatha - October 14, 2011 01:43 PM (GMT)
QUOTE (Lord Andrew @ Oct 14 2011, 08:52 AM)
tentou com gesso?
pode ser q fique mais pesado, mas pelo menos é mais fácil de manipular !!!
.
e tu passou algo na mini? tipo, pra o silicone ñ grudar.... ou foi direto e saiu fácil ?

Não tentei fazer a peça em gesso ainda; qualquer hora posso tentar.

Nas primeiras 1~3 vezes, passo vaselina no molde, em pasta, com os dedos mesmo.

Lord Andrew - October 14, 2011 05:28 PM (GMT)
QUOTE (Uvatha @ Oct 14 2011, 10:43 AM)
QUOTE (Lord Andrew @ Oct 14 2011, 08:52 AM)
tentou com gesso?
pode ser q fique mais pesado, mas pelo menos é mais fácil de manipular !!!
.
e tu passou algo na mini? tipo, pra o silicone ñ grudar.... ou foi direto e saiu fácil ?

Não tentei fazer a peça em gesso ainda; qualquer hora posso tentar.

Nas primeiras 1~3 vezes, passo vaselina no molde, em pasta, com os dedos mesmo.

a vantagem da resina é o peso... vc pode fazer milhões q ñ fica tão pesado...
mas o gesso eu acho bem mais prático...
" jogou água no pozinho, misturou, jogou na forma, 30 min tira da forma, 12-24hs tá seco e pronto pra montar... "
pra mim é perfeito pra Hirst !

Uvatha - October 14, 2011 06:05 PM (GMT)
Sim, pra blocos de prédios uso apenas gesso. Não sei qual seria o resultado para veículos no entanto, mas fiquei curioso !!

Felipe - October 15, 2011 01:42 PM (GMT)
Quanto você pagou na resina azul e na resina de poliuretano?
Os modelos parecem que ficaram muito bem feitos, parabéns!

Barone - October 15, 2011 01:48 PM (GMT)
QUOTE
mas o gesso eu acho bem mais prático...


É imcomparavelmente mais frágil.

Uvatha - October 15, 2011 02:40 PM (GMT)
QUOTE (Felipe @ Oct 15 2011, 10:42 AM)
Quanto você pagou na resina azul e na resina de poliuretano?
Os modelos parecem que ficaram muito bem feitos, parabéns!

O Silicone (composto azul no exemplo acima) custou R$40,oo o kilo; com isso você deve conseguir fazer molde para uns 5~7 veículos na escala do FoW, variando com o tamanho da peça e com a forma do molde (simples, bipartido).

Comprei 1,6kg de resina de poliuretano por R$80,oo, que era o mínimo que o fabricante vendia (dois compostos em garrafas de 800g cada, misturados 1:1). O mesmo fabricante vendia 1kg de resina cristal + catalisador por R$25,oo. Pra ter uma idéia, o half track acima pesa 4g.

Obrigado pelos cumprimentos.

Menello - October 15, 2011 08:48 PM (GMT)
Muito bom o resultado. E ficou um tutorial muito util também.


Andrew, gesso serve para fazer moldes da hisrt, pra veiculos deve ficar bem ruim. O gesso é infinitamente mais fragil, então os detalhes dos veículos vão se perder. E mesmo que saia com os detalhes, podem quebrar depois.

jima - October 15, 2011 11:19 PM (GMT)
sem contar que o manuseio da peça de gesso é complicado

Lord Andrew - October 16, 2011 07:47 PM (GMT)
QUOTE (Barone @ Oct 15 2011, 10:48 AM)
QUOTE
mas o gesso eu acho bem mais prático...
É imcomparavelmente mais frágil.
.
só se for o gesso comum... o gesso pedra ortodontico que compro aqui (por milagre achei uma lojinha q vende o kg a 8R$) é duro pacas... muuuuuuuito difícil quebrar uma pecinha da hirst feito com ele...
.
Jima, o manuseio fica complicado pelo peso.. mas por "guardar" ocupa o mesmo espaço... hehe
.
até que eu conheça peças de resina, sou a favor 100% do gesso...

Menello - October 16, 2011 10:31 PM (GMT)
QUOTE (Lord Andrew @ Oct 16 2011, 04:47 PM)
QUOTE (Barone @ Oct 15 2011, 10:48 AM)
QUOTE
mas o gesso eu acho bem mais prático...
É imcomparavelmente mais frágil.
.
só se for o gesso comum... o gesso pedra ortodontico que compro aqui (por milagre achei uma lojinha q vende o kg a 8R$) é duro pacas... muuuuuuuito difícil quebrar uma pecinha da hirst feito com ele...
.
Jima, o manuseio fica complicado pelo peso.. mas por "guardar" ocupa o mesmo espaço... hehe
.
até que eu conheça peças de resina, sou a favor 100% do gesso...

Não vai querer comparar um bloco da hirst com um veículo ou uma mini inteira né Andrew. Um bloquinho da hirst fica bom até com gesso comum.

Lord Andrew - October 17, 2011 09:35 AM (GMT)
QUOTE (Menello @ Oct 16 2011, 07:31 PM)
Não vai querer comparar um bloco da hirst com um veículo ou uma mini inteira né Andrew. Um bloquinho da hirst fica bom até com gesso comum.

é ruim hein camarada....
pelo menos o gesso comum q eu encontro (e jácomprei) aqui é uma porcaria...
mas eu acho q ficaria legal sim, um "tanque" ou uma mini de gesso... hehe

miller - October 19, 2011 11:55 PM (GMT)
isto aí!
estes são os materiais VERSÃO ECONOMICA que eu NÃO usei.

a silicona azul, a principio mais cara que o alginato, porém ela aguenta mais o tranco de inumeras moldagens, inclusive podendo ser guardada por tempo para moldar em outra temporada se enjoar da brincadeira, o alginato NÃO aguenta, resseca e detona.

já a resina sempre tem vantagens , é um modelo IMPERECIVEL, da para jogar na parede !

GESSO = pode ficar muito fragil, quebradiço, MAS, da para fazer uns lances diferentes veja :

1- além do gesso, tem o gesso PEDRA, da um modelo bem mais duro, mas ainda quebradiço, ai tem o gesso VEL-MIX que é um gesso ultra duro e definido, muito bom.... ( mas não sei hoje em dia o preço e pode ser meio caro )

e o truque final com gesso é :
(eu nunca mais fiz isto, é coisa do tempo da faculdade a 20 anos atras )
mistura o gesso COM resina !

pega o gesso, poem um pouco de resina, poem um pouco do liquido, e a agua é q não lembro bem, mas tente se tiver tudo a mão, mistura todos e ve , se der certo vai sair um GESSO RESINADO
barato, mais leve, duro

Gwion - May 28, 2012 02:01 PM (GMT)
Uvatha

O uso do molde bi-partido é para peças que não possuem nenhuma parte 'achatada', isso?

Além da Gaivota na 25 de Março você conhece outra loja que tenha?

[]s


Uvatha - May 28, 2012 07:43 PM (GMT)
QUOTE (Gwion @ May 28 2012, 11:01 AM)
Uvatha

O uso do molde bi-partido é para peças que não possuem nenhuma parte 'achatada', isso?

Além da Gaivota na 25 de Março você conhece outra loja que tenha?

[]s

Quase isso... Eu diria para peças que não possuam nenhuma parte achatada grande.

Dificil listar. Procure no google; existem diversas outras lojas que vendem borracha de silicone e diversos tipos de resina em sampa.

jima - May 29, 2012 12:54 AM (GMT)
Olha o preço da gaivota é muito barato.; vale a pena conferir, mesmo porque por la tem outras lojinhas que podem dar ideia para cenarios e coisas do genero




* Hosted for free by InvisionFree